música: substantivo feminino
1. combinação harmoniosa e expressiva de sons.
2. a arte de se exprimir por meio de sons, seguindo regras variáveis conforme a época, a civilização etc.

Música é a arte de combinar sons e silêncios de maneira organizada, por meio de vários sons e ritmos, seguindo uma pré-organização ao longo do tempo. De uma maneira mais didática, podemos dizer que a música é composta por melodia, harmonia e ritmo.

 

Melodia: É a sucessão coerente de notas e silêncios, que se desenvolvem em uma sequência linear. É a voz principal que dá sentido a uma composição (“música”).
Ex.: O solo de uma guitarra.

Trecho do solo de guitarra da música Wharehouse Blues, Motörhead, álbum Inferno – 2004.

 

Harmonia: É a sobreposição de notas que servem de base para a melodia. A harmonia pode ser entendida como o relacionamento vertical do som num pentagrama, enquanto a melodia e o contraponto cuidam do relacionamento horizontal das notas.
Ex.: Os acordes de uma canção. (Acorde é a sobreposição de várias notas tocadas simultaneamente).

Trecho da música Iron Man, Black Sabbath, álbum Paranoide – 1970.

 

Ritmo: É a marcação do tempo, a sucessão de tempos fortes e fracos que se alternam com intervalos regulares. Indica o valor das notas, de acordo com a intensidade e o tempo. É sobre o tempo que a melodia e a harmonia são construidas.
Ex.: Apenas para ilustrar, consideraremos como exemplo a bateria de uma música, mas vale ressaltar que o ritmo é todo o conjunto de valores de tempo e assentuação da música e não, simploriamente, a batida da bateria.

Trecho da música Don't Cry, Gun N’Roses, álbum Use Your Illusion I – 1991.